A Composição - dicas e recomendações

 

Com o uso de um bom equipamento, é possível obter imagens nítidas, e com uma boa exposição. Mas poucas destas fotos, tecnicamente aceitáveis, satisfazem as exigências de criatividade de alguém que leva a fotografia a sério. A beleza de uma fotografia pode depender de quem a vê, mas a maioria das pessoas concorda com certos pontos, como a má estética que o predomínio de um espaço vazio ou um fundo confuso podem causar. A composição é essencial para fotos bem feita, e pode ser entendida como a combinação de linhas, formas, cores, luzes e demais elementos dos assuntos de formas agradáveis.
 
Então, siga essas dicas, e faça imagens mais agradáveis e bem compostas: 

A regra dos terços

A regra dos terços é a forma tradicional, sendo amplamente utilizada. O centro de uma imagem não é um ponto satisfatório de repouso para o olhar. O posicionamento do sujeito no centro da cena provoca imagens estáticas e podem deixar partes da fotografia vazias. 

Então, seguinda a regra dos terços antes de tirar uma foto, divida mentalmente (ou usando o recurso disponível em algumas câmeras) a área a ser fotograda em tês terços verticais e horizontais, formando linhas semelhantes a um jogo-da-velha. Os pontos de interceção entre as linhas são os pontos chave ou os pontos de ouro, e por isso devem ser utilizados para situar os seus principais elementos. Essa técnica é muito simples, e funciona muito bem para a maioria das fotografias, e assim a distribuição dos elementos se dará de forma regular e equilibrada.

                                        regra dos terços                                composição

Em fotos de paisagens, utilize as linhas para delimitar os limites entre o céu e a terra/água. Você pode usar o plano principal ocupando dois terços da imagem, como demosntrado a seguir. Nesta foto, a linha baixa do horizonte deixa um amplo espaço para o céu e as nuvens, desviando grande parte da atenção para esta área.

Para se criar sensação de movimento em certas situações, você deve sempre considerar a direção do movimento dos assuntos e deixar espaços à frente deles nos quais "possam se movimentar".

A leitura de uma imagem

Na cultura acidental, somos acostumados a a ler e escrever da esquerda pra direita. Desta forma, temos a tendência de ler uma imagem no sendo horizontal, da esquerda para a direita, e este fato pode ser levado em conta na hora em que estamos compondo uma foto.

Neste exemplo, o garoto foi posicionado no canto direito do enquadramento. No momento em que alguém for observa-la, o olhar irá passear por toda a imagem, começando no lado esquerdo e terminando no lado direito, exatamente onde está colocado o assunto principal.

A perspectiva

A perspectiva é um importante procedimento para se criar sensação de tridimensionalidade fotográfica. Mediante perspectiva linear, pode-se conduzir o interesse até o elemento principal guiando a atenção do observador. Para tal, devemos considerar os seguintes tipos de linhas:

-As diagonais, que criam sensação de movimento e podem ser usadas como linhas de condução, criando direcionamento na foto;

-As curvas, que conferem beleza, graça e elegância, contribuindo ao movimento e à composição. As curvas em S são outra forma de composição harmônica, onde a vista segue savemente até atingir um foco principal, que devemos nos assegurar que exista.

-As linhas horizontais e verticais, por sua vez,  são estáticas. As horizontais e costumam expressar paz, tranquilidade e harmonia, e as verticais limitam a profundidade e atuam como barreiras entre a fotografia e a vista.

perpectiva                perspectiva

Sempre que fotografamos com linhas que convergem a um único ponto, surge uma noção de tridimensionalidade e profundidade na imagem.

Tonalidade e focalização

Utilizando a profundidade de campo, podemos dar mais ênfase a determinado objeto. Tal recurso é obtido variando-se a abertura do diafragma de sua lente (para mais detalhes sobre a profundidade de campo, clique aqui). Pode-se também utilizar grandes contrastes entre o fundo e o assunto com o uso de tonalidades claras e escuras, reforçando ainda mais a atenção dada a ele.

profundidade de campo





| Clique Aqui para voltar ao índice |

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------